quarta-feira, julho 18, 2007

Tristeza não tem fim

Estou obviamente triste hoje... Triste pelas vítimas do acidente de avião que aconteceu ontém aqui em São Paulo... Triste e revoltado por saber que os riscos poderiam ter sido minimizados se tivéssemos pessoas um pouco menos cretinas em cargos de grande responsabilidade.

Depois de frases do tipo "não existe crise aérea", "tudo estará resolvido em três meses", "a economia melhorou e por isso os vôos atrasam" e o fatídico "relaxa e goza", tivemos na última semana, alguém jurando de pés juntos que Congonhas era seguro.

O que dizer aos parentes das vítimas? Que foi uma tragédia? Como explicar ao filho de alguém falecido no acidente o fato de eu ter visto uma matéria falando sobre os riscos de aterrizar em Congonhas com chuva há um ano e meio atrás? Ou pior... como dizer aos amigos de quem morreu que no dia anterior dois aviões derraparam durante a aterrizagem e, mesmo assim, a pista estava aberta naquela chuva chata de ontém?

Tragédias são tristes... mas o que mata é a sensação de que ela poderia ter sido evitada.

Ao lado, uma foto noturna tirada da janela do ônibus, em 07/07/07, uma coincidência numérica que só ocorrerá novamente em 1 ano, 1 mes e 1 dia.

*****

Ficha Técnica:
Avenida de São Paulo no começo da noite
2007/07/07
Sony DSC-F828 - f/2,2 - 1/50 - ISO-400

4 comentários:

Tereza disse...

meu irmão, apaixonado por sampa e por aviação, está desolado. dois dias antes ele havia decolado em congonhas. o tanque não foi completo para diminuir o peso e facilitar a decolagem [na chuva], o que os obrigou a uma escala em BH para completar.

o pensamento dele foi: será que esse avião vai sair do chão?

uma pena. uma lástima.

Jose Luis disse...

Na verdade, é revoltante perceber o descaso ao qual estamos jogados.

Há 4 meses fiquei 3 horas no aeroporto Santos Dumont esperando um vôo do RJ para SP, e mais 2 horas dentro do avião esperando.

Quando chegamos aqui perto, ainda ficamos "rodando" em cima de Santos esperando liberarem Congonhas para o pouso.

O pior é saber que a espera não foi nada, comparada ao mau a que estamos expostos...

Anônimo disse...

José Luiz..estou plenamente de
acordo com seu desabafo..preferi
não ver o ocorrido pela tv..meu
coração não surpotaria...

Carmem.

Anônimo disse...

Oh José Luiz..vamos fazer uma
correção..vamos trocar o
"surpotaria" por suportaria!Bem
melhor né.. Santa Mãe!!!

Carmem